sábado, 4 de junho de 2016

O  PRECONCEITO  ME  MATOU

 Quanta dor trago comigo, sinto que meu peito vai explodir. Não consigo enxergar a luz, aqui onde estou só há escuridão e muita umidade, tudo é muito sombrio, sem contar da solidão íntima que se estabeleceu na minha alma.  
Preciso de ajuda, preciso muito sair daqui. Minha mãe onde você está? Será que ainda me odeia ou se sente feliz? Muitas vezes ouvi-la dizer que me preferia morto a passar vergonha igual a que eu lhe impunha. Já faz tanto tempo que aqui estou, tempo que não sei precisar.
Mãe me ajuda, ore por mim, embora tudo o que te fiz sou seu filho.
Não posso me esquecer de tudo o que nos aconteceu, sei que a cena da minha morte não sai da minha cabeça, vejo e revejo por milhares de vezes a cena da minha morte.
Me vejo ali pendurado naquela árvore e a corda a aperta-me o pescoço. Sei que saí de casa após nos desentendermos, tudo já era muito costumeiro, mas aquele dia eu não agüentei, me senti muito humilhado e fortemente ferido, sai para o quintal da nossa casa, amarrei aquela corda na árvore e ali tudo se acabou.
Não te culpo mãe, sei que eu cometi o ato infame de tirar minha própria vida, no entanto mãe você me ajudou a tomar essa decisão, eu te via tão infeliz, tão triste com minha situação que resolvi acabar com tudo. Porque mãe, porque não me aceitou como eu era? Você foi uma mãe tão boa, tão dedicada na minha infância, me deu tanto amor, mas foi só eu entrar na adolescência e você descobriu que eu era homossexual, daí  você se rebelou contra mim.
Ah mãe como eu sofria com as suas insinuações, com as coisas que você me dizia, a maneira como passou a me tratar. Mãe você não conseguia enxergar que por dentro eu continuava o mesmo e que dentro do meu peito batia um coração cheio de sentimentos, cheio de amor por você. Porque mãe não me aceitou como eu era? Tanta coisa poderia ter sido evitada!
Você me dizia anormal, ah mãe, nunca fui anormal, nunca fui doente, eu só gostava de pessoas do mesmo sexo que eu, e o que tinha isso mãe se o importante é ter amor no coração? Não se trata um filho como você tratou a mim, seu filho, seu único filho. Quem sabe mãe eu seria seu amparo na velhice? Quem sabe a hora que você não mais pudesse caminhar eu te levava ao meu colo? Mas você por vaidade, orgulho e vergonha aniquilou tudo isso com xingamentos e maus tratos a mim que tanto te amava.  
Hoje mãe só posso te pedir que me perdoe, não pela minha homossexualidade, pois que por isso não preciso pedir perdão, nesse assunto não pequei, eu era assim e é só isso. A desculpa é por outro motivo e o motivo foi a minha fraqueza, eu deveria ter sido forte o suficiente para te entender, deixar que você falasse, não sofrer por isso, somente entender  seus devaneios e com isso não tirar minha própria vida.
Ah mãe com errei. Ninguém tem o direito de cometer esse ato, sei que sofro por isso e é por isso, só por isso que peço perdão a Deus. Peço a Ele que me estenda suas mãos amorosas e me tire desse lugar.
 Seria tão mais fácil se você tivesse conseguido me aceitar do jeito que eu era. Infelizmente não tivemos o futuro para que você entendesse todo amor que eu tinha por você. Espero ansioso o dia de sair desse lugar insalubre e novamente ter a paz que tanto tempo eu procuro.
Jesus, Maria de Nazaré nossa mãe me ajudem, esse sofrimento tem que ter um fim, sei que fui o responsável pela minha desdita, mas mesmo muito envergonhado e com lagrimas nos olhos lhe peço que me perdoem. 
                  
            Um Suicida.

            Psicografia recebida em 2016.                                     
            Médium:  Débora S C.  

35 comentários:

  1. ISSO É MUITO TRISTE, SE A MAE ACREDITA NA ESPIRITUALIDADE.
    HOJE DEVE ESTA SOFRENDO MUITO COM ESTA CARTA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente minha a mãe sofre bastante.

      Excluir
    2. mas essa carta seria do seu irmão,marco antonio

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Queria muito saber notícias de um irmão meu que faleceu eu não me despedi dele ainda era nova. O nome dele era Rodrigo Barroso da Silva nasceu no ano de 1986 no dia 09 de Outubro e faleceu no dia 02 de março de 2004. Queria muito saber como ele está.

    ResponderExcluir
  4. E no dia que ele foi enterrado não sei bem dizer se era ele mas eu juro que eu o vi na cozinha como se nada tivesse acontecido para ele de bermuda azul e sem camisa deu de frente comigo tinha acabado e chegar do enterro dele e ele só me olhou e subiu as escadas. Queria muito saber se era ele mesmo ali ou alucinação minha de querer ver lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim pode ser ele que ainda não deu conta do desencarne ou por outro motivo. Mas para afirmar temos alisar varias coisas. Um abraço

      Excluir
  5. Muito obrigado fico Alegre em ter uma esperança de pelo menos uma mensagem dele.
    Deus sempre nos dar a esperança daqueles que amamos muito, creio e acredito muito nele pois ele nos dar.força quando.perdemos algo muito valioso.

    ResponderExcluir
  6. Olá Boa tarde! Sei que deve ser muito cedo para se ter notícias de um ente querido, que no caso é minha amada mãe, Edna que desencarnou em 29 -12-15, sinto muito falta dela, e queria muito saber como está. É difícil, mas to levando a vida.. Um abraço, se puder me auxiliar...obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Juliana vamos orar por vc e pela sua mãe. fique em paz.

      Excluir
  7. Gostaria de ter notícias do meu marido o desencarne foi em 19/11/15 o nome dele Joni Rodrigues

    ResponderExcluir
  8. Gostaria muito de ter noticias da minha filha. O nome dela era Yasmim Marcela Ferreira Belchior, faleceu com cinco anos de idade e tinha leucemia. Nascida em 14/08/1993 e falecida em 08/09/1998. Guarda algumas resposta Marco Antonio, um forte abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  9. oi meu nome é chirlei, eu sofri muito com a passagem de minhas primeiras filhas (gemeas, Alissia e Ariane) e gostaria de de um olá delas eu ainda as amo como se aqui elas estivessem. Isso ja aconteceu ha muitos anos (1982/83)mas para mim é se fosse ontém.

    ResponderExcluir
  10. Oi Marco,
    Eu gostaria muito de saber o que meu pai tem a dizer! Pois quando ele estava hospitalizado apertou minha mão e tentou me dizer algo.
    NILTON FERNANDES DE CARVALHO
    NACIMIENTO 02-02-1930 FALECIMENTO 03-10-2014
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. so uma correção na data de nascimento 21-02-1930

      Excluir
    2. so uma correção na data de nascimento 21-02-1930

      Excluir
  11. Oi Marco,
    Eu gostaria muito de saber o que meu pai tem a dizer! Pois quando ele estava hospitalizado apertou minha mão e tentou me dizer algo.
    NILTON FERNANDES DE CARVALHO
    NACIMIENTO 02-02-1930 FALECIMENTO 03-10-2014
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, mas as vezes só queria te dizer um ate logo ou que te ama. Mas vamos orar por ele.

      Excluir
  12. Oi Marco ,lendo essa mensagem,estou muito emocionada ,meu Deus quanto sofrimento,e eu nos momentos de desespero fico pensando em acabar com essa vida ,nao aceito o que pode ter acontecido com ele naquele hospital ,Marco continue orando por nos e por favor quanddo for possivel tente uma mensagem para mim ,eu sei que sao muitos os pedidos ,mas me ajude .Beatriz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beatriz te calma e peça a Jesus para te dar força para vencer esse momento dificil. Um abraço

      Excluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Meu cunhado foi morto no dia 18.08.2015 ate hoje nao sabemos quem tirou a vida dele ,isso que mais doi nao saber nem o motivo .queria tanto saber foram 4 tiros na cabeça .o nome dele é Jose Ferreira Sousa Filho ,nascido em 13 ,10 1955 .aguardo uma mensagem dele ,obrigado Marco Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor entre nos sites cartaconsoladora.com.be , paisefilhos.org e pingosdeluz.com.br. Motivo é que no momento estamos super lotados de pedidos. Obrigado

      Excluir
  15. Olá, meu nome é Gisele e gostaria muito de ter notícias da minha amada avó Tereza Prestes de Oliveira , sua data de nascimento e 29/05/1942 e seu desencarne foi em 27/04/2016, sentimos muita falta dela. Se puder nos auxiliar, desde já agradecemos.
    Muita luz e paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gisele sei do seu aperto no coração,mas faz 50 dias que ela partiu e dá tempo dela mandar uma carta. Transforme essa saudade em orações porque fará muito bem a ela. um abraço.

      Excluir
  16. Bom dia Marco, sempre que voce me responde ,nao sei te explicar ,mas me acalmo ,me fortaleço na esperança de um dia ser merecedora de ter uma noticia dele ,sao 9 meses que se passaram e parece que foi hoje de tanta dor que sinto ,sei que deveria procurar algo para fazer, passar o tempo,ajuddar alguem ,mas levei um tombo e nao me recuperei ainda ,e tambem fiquei egoista esqueci de minha mae que desencarnou a 18 anos e ddo meu pai que assim como eu entrou em desespero e se tornou um alcolatra ,bebeu ate o figado estourar,isso aconteceu a 12anos .Marcos quando puder me ajudar com alguma noticia deles me avise ,por favor.Deus te abençoe ,e um abraço.Beatriz

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Eu como mãe me senti muito triste com essa carta, pois sou mãe de um filho homossexual, foi difícil para mim , mas jamais o magoei com palavras. Hoje aprendi aceitar ele como é.
    Eu o amo muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Celia que vc consegue agir dessa forma. só o amor resolve essa dificuldades queas pessoas tem em aceitar. Um abraço.

      Excluir