sábado, 9 de setembro de 2017

MORRI  E  NÃO  PRATIQUEI  O BEM

          Fui no mundo um andarilho. Conheci muitos lugares. Cidades, vilas e fazendas
          Eu ia com meu cajado e  meu alforge, conheci muitas pessoas interessantes. Todos me acolhiam e eu não tive interesse nem curiosidade para aprender alguma coisa fora de meu interesse.
          Até que um dia meu estômago começou a doer, eu estava a caminho de uma aldeia muito simples. Achei que era coisa boba, mas não era, pois meu estômago continuou a doer e a doer. Levaram-me para uma cidade maior e a muito contragosto me internaram para eu fazer alguns exames.
         Eu não tinha nenhum parente para me acompanhar e por isso foi a mim que o médico me disse frio e secamente que eu estava todo tomado pelo câncer. Disse-me até que eu tinha pouco tempo de vida. Aí sim me desesperei e pude pensar o que ia acontecer comigo. Eu não tinha um suporte religioso e nem familiar, pois achava isso bobagem.
         E foi assim que depois de muito penar e sofrer eu morri.
         Foi muito triste porque eu vi tudo que me sucedeu após a morte. Enterraram-me como indigente. O tempo passou eu não sei quanto tempo, pois eu dormi. E eu que nem sabia que depois morto se dormia. Fiquei hospitalizado, me trataram muito bem.
         Um certo dia apresentou-se para mim um ancião muito bondoso, que usava um cajado como eu. Disse-me:
         “Meu filho, aqui não se conta só o bem que se fez, mas aquilo que se deixou de fazer. Você não fez o mal, mas deixou de praticar o bem. Não olhou o próximo com olhar de ajudá-lo, ver suas dores e necessidades, mas chegava em um lugar buscando somente em usufruir da hospedagem, batendo papos inúteis e fazendo de sua vida uma viagem sem sentido.
          Agora filho restabeleça-se e vai cursar um curso de responsabilidade, pois vais voltar à Terra com pouca condição de viajar, ficando preso em um lugarejo onde todos irão lhe buscar, almejando bons conselhos e um olhar de doação. Vais ser sacerdote em uma das aldeias que você visitou tantas vezes. Que Deus te abençoe filho.”
          E estou me preparando para isso.

          José.  
            
            Psicografia recebida em 2017.                                     

            Médium: Catarina.

8 comentários:

  1. Fico feliz de ver que aos poucos do outro lado recebemos apoio,peço aos espíritos de luz todos os dias que meu filho tenha recebido essa oportunidade,todo coração de mãe deseja que seus rebentos fiquem bem... morreu atropelado, não sofreu morte instantânea mas e o outro lado ? Seu nome é Ighor Roberto Ferreira da Silva nasceu no dia 23/11/1994 faleceu no dia 19/10/2014 vítima de atropelamento.😔😔😔😔

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos orar pelo Ighor e pedir nas reuniões, mas quem decide é Jesus.

      Excluir
    2. Obrigada, continuarei em preces também...pelo nossos confortos ele que partiu e eu que fiquei com os entes queridos que o amavam.

      Excluir
  2. Gostaria de deixar o nome do meu tio. Adelchi Ziller da Silva, ele nasceu 30 de janeiro 1962 e desencarnou 09 de abril de 1987. De uma forma muito terrível suicídio. Gostaria se possível de noticias dele,se está bem,meu e-mail é monique_fds@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monique iremos colocar o nome dele nas reuniões.

      Excluir
  3. Boa tarde. Gostaria de me comunicar com meu irmão que partiu muito cedo com apenas 13 anos vítima de um suposto tiro acidental na cabeça. O nome dele é Renato Alves da Silva. Ele faleceu em 1983. Meu nome é Tania Alves da Silva dos Santos e meu e-mail é Taniazelson@gmail.com
    Agradeço muito a vocês.

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de saber notícias de minha filha Helena.Faleceu esse ano viveu somente 10 dias

    ResponderExcluir
  5. Marcos parabéns pelo belo trabalho, eu aprendo muito te acompanhando online. Gostaria de pedir encarecidamente uma psicografia da minha mãezinha, sei que a ligação e de la para cá, mas tenho fé. O nome dela é Dermina de lima silva nasceu na data de 21/05/1956 faleceu dia 16/10/96 natural de garanhus-Pe-

    ResponderExcluir