sábado, 8 de julho de 2017

MORRI E NEM MEU FILHINHO EU CONHECI

Me sinto muito triste, alguma coisa em mim me culpa pelo que me aconteceu, sei que não fui imprudente, sei que não estava sob a influência do álcool e sei mais ainda que tendo o que eu mais queria era estar vivo para aproveitar o momento mais feliz da minha vida.
Se sei de tudo isso não consigo imaginar o porquê de me sentir culpado. Sensação estranha essa que sinto, isso faz com que minha dor se torne muito maior e com ela a revolta chega e toma conta de mim.
Vou contar aqui o que aconteceu comigo! Estou tão confuso que nem sei a quanto tempo estou nessa situação, não sei quanto tempo se passou desde que eu aqui cheguei.
Eu trabalhava numa cidade bem próxima a qual eu morava, morava em uma cidade pequena e por estarmos acostumados com a vida sossegada daquele lugar onde nascemos não tivemos vontade de nos mudar para a cidade grande próxima, já estava acostumado desde os tempos da faculdade a ir e vir todos os dias, esse era o costume de todos os que moravam em minha cidade, a maioria trabalhava fora, por não ter emprego naquele lugar pequeno e pacato.
Era um dia muito feliz, estávamos na contagem regressiva para a chegada do nosso bebê, nosso menininho, tão sonhado e esperado com tanto amor, eu amava tanto minha companheira, vivíamos tão felizes, crescemos juntos e acho mesmo que nos amávamos desde sempre. O telefone tocou e era minha esposa ligando para me dizer que estava indo para o hospital, começava a sentir as dores, a hora era chegada, nosso bebê ia nascer.
Eu mais feliz que nunca contei aos amigos e me preparei para voltar,queria estar ao lado dela, e sabia que daria tempo, afinal eram apenas uns cinquenta minutos de viagem.
Despedi-me dos amigos e entrei no meu carro rumo a minha cidade, quanta alegria sentia naquele momento, sabia que no pequeno hospital em que o bebê nasceria todos eram conhecidos nossos, e que minha querida estaria bem cuidada. Saí doido para chegar, mas não acelerei o carro a mais por isso, ia tranquilo como sempre, cantarolando feliz pelo caminho.
De repente vi um caminhão que carregava gado saindo de uma estrada de terra, vi aquele caminhão só por um relance, não tive tempo de raciocinar, de fazer mais nada, fui atingido em cheio e tudo aconteceu, ali mesmo naquela estrada despedia-me da vida. Fui saber disso algum tempo depois quando despertei e desesperado me dei conta do que me havia acontecido.
Como isso foi acontecer comigo, meu Deus porquê? Eu queria tanto ter conhecido meu filho, nem isso me foi permitido. Queria muito conseguir entender, aceitar, mas não consigo. Estou muito revoltado, sempre feliz, caridoso, bom filho, meu Deus fui tudo o que uma pessoa de bem é, acho que nem sei o que é ser do bem, como estou confuso...
Quero ver meu filho, minha esposa, mas não consigo os encontrar. Como será que estão as coisas sem a minha presença, coitada da minha mulher, tão nova, com tanto amor por mim, imagino como deva estar sofrendo e não sei o que fazer,nem sei onde encontrá-los.Preciso de ajuda! Alguém aí me ajuda por favor, quero me sentir melhor, quero ajudar minha mulher. O que fazer Jesus?
Acho que preciso por fim a essa revolta que toma conta de mim, quem sabe assim as coisas possam mudar, mas quando penso assim em seguida penso que não poderei voltar e tomar minha vida do ponto onde ela parou, sou um ser que perdeu o discernimento, perdi a razão. Preciso de ajuda, acho que alguma coisa deve ter que mude essa situação.
Me ajuda Jesus, preciso muito disso. Sinto enlouquecer de tanta dor.
Preciso muito saber como está família que deixei e preciso saber também se um dia isso tudo vai acabar.
Acredito em Deus, sempre acreditei, mas ando muito descrente, por que será que Ele não permitiu que eu pelo menos tivesse tido a alegria de conhecer meu filho, por que quando ele chegou eu tive que partir?
Quero muito entender isso.

Claudionor.       
             
Psicografia recebida 2017.

             Médium:Débora S C.

21 comentários:

  1. Por favor se for merecido, gostaria de saber notícias de meu irmão que desencarnou em 18/08/1996, na terça feira passada, minha mãe hj com 77 anos comentou que gostaria de saber se ele está bem e onde, disse à ela que tentaria de alguma forma ver se consigo uma psicografia dele, agradecemos a ajuda, GILBERTO MITSOUKA, nascimento 04/02/1964 desencarnou no Japão em 18/08/1996

    ResponderExcluir
  2. Perdi meu filho mais velho, Álvaro simao dos santos figueira neto. Quarenta anos. Desencarnou em 22/02/2014..
    Nasceu em 07/11/1973. Gostaria de saber se ele está bem. Grata.

    ResponderExcluir
  3. POR Favor se for possível gostaria de saber noticias de meu amado filho Cristofer ,desencarnou dia 28/07/13 nasceu em 6/10/1989..Desde já agradeço de coração Deus abençoe...

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de receber uma carta do meu marido flavio maria munhoz desencarnou no dia 17/08/2005 nasceu no dia 18/12/1966

    ResponderExcluir
  5. Marcia gostaria de receber uma carta do meu irmao bruno felipe da silva desencarnou no dia 10/12/2010 nasceu no dia 14/08/1999

    ResponderExcluir
  6. Gostaria de receber uma carta de minha querida avó foi minha segunda mãe desencadeou dia 10 de abril de 2017.

    ResponderExcluir
  7. gostaria de receber noticias de minha avó.clotilde buregio nao sei data de nascimento nem de morte.foi quem me criou.obrigada.

    ResponderExcluir
  8. Gostaria de receber uma carta da minha filha q faleceu dia04/06/2016 em um acidente de moto o nome e Flaviane matos Garcia de oliveira nasceu dia 08/07/1996 desde já agradeço

    ResponderExcluir
  9. Gostaria de receber noticias do meu falecido pai Lázaro Divino de Freitas, nasceu em 12 de junho de 1938 data que comemorávamos seu aniversario, mas na certidão de óbito estava 12 de julho de 1938, e faleceu em 07 de dezembro de 2011.
    desde já agradeço
    Lana Freitas Pereira

    ResponderExcluir
  10. Gostaria de saber notícias da minha irmã Ana Paula Bandeira de Mello faleceu em 08/11/17.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com quanto tempo posso obter resposta

      Excluir
  11. Gostaria de receber uma carta das minhas duas filhas gemias falecida... telefone 083998186966

    ResponderExcluir
  12. que Deus o acolha e que seja permitido visitar sua familia vamos orar para que ele possa ser acalmado e que reflita que ele tem que orar para conseguir permissão

    ResponderExcluir
  13. Gostaria de saber notícias da minha mãe falecida em 21/11/14 e nascida cem 18/08/48 sofro muito pela sua ausência,e também de minha avó Catharina Dobrzenski de Miranda faleceu em 24/06/2004 e nasceu em 15/04/1928,e do meu marido que desencarnou 19/10/2001 ele foi assassinado,e nasceu 16/12/1967

    ResponderExcluir
  14. Gostaria de pedir uma carta da minha avó Neide Galvão Silva falecida dia 02/03/15 e nascida dia 08/11/1937.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia...
    Meu esposo é falecido há alguns anos. Me sinto como que amarrada em casa, principalmente em meu quarto, onde passo grande parte do dia. Ele infartou após um tempo de insuficiência renal crônica.
    Gostaria de saber se o que sinto procede, se ele me segura mesmo.
    Às vezes sinto odores característicos de quando estava doente...
    Arnaldo Resende nascido em 19/06/54 e falecido em 27/08/09.
    Meu email: gloria-1508@hotmail.com
    Aguardo resposta ansiosa.

    ResponderExcluir
  16. Quero ter notícias suas pai Pedro Paulo de Maman 16/09/1950 nasceu e faleceu dia 31/01/2008 num acidente de caminhão

    ResponderExcluir
  17. Olá,boa noite! Gostaria de saber notícias de meu avô que faleceu em 19/08/07,de infarto. Mês que vêm irá fazer 10 anos. Antônio Peixoto da Silva Filho. Sentimos muitas saudades,e acabamos de perder nossa avó,receber notícias dele,seria muito confortante. Obrigado! Meu e-mail:mariaeduardapxt9@gmail.com

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Gostaria de ter notícias do meu avô, João Pereira da Silva nascido em 31/12/1936 desencarnado em 21/04/2017 tínhamos um sentimento muito grande, me ajude. Meu e-mail é ca.limap@outlook.com

    ResponderExcluir