sábado, 29 de abril de 2017

A ILUSÃO DO PODER DO TRÁFICO

Eu nunca quis desembarcar neste planeta, nunca quis renascer, principalmente na família em que nasci.
Porque esse Deus, que todos dizem misericordioso, me faz nascer num lugar insalubre, com uma mãe solteira, drogada e prostituta, que Ele ganha com isso? Será que é para me castigar, para rir de mim?
 Passei uma infância triste, onde a fome foi minha companheira, o frio cortava minha carne nas tristes noites de inverno e a solidão nunca me abandonou.
Que inveja eu sentia das pessoas que tinham uma vida normal, era nessas horas que eu tinha mais rancor deste DEUS que todos adoravam.
 Aos dez anos decidi sair de casa, afinal ficar nela ou não era a mesma coisa, acabou quer fiz um favor a ela. Nas ruas, apesar de tudo era bem melhor que aquele casebre em que vivia. Nas ruas aprendi a roubar, a traficar, passei a ter muito mais que tinha lá no morro.
Nas ruas tornei-me um dos soldados do tráfico, fui recrutado por um homem que me levou para uma comunidade para proteger o império do chefe do morro. Confiaram a mim uma arma e um rádio, aquilo me fez sentir grande, a partir daquele dia dediquei-me ao trabalho do chefe e com isso matei muitos rivais, acertei contas e apaguei muito polícia.
De neguinho mimado do morro dos prazeres, do esfomeado de ontem, tornei-me um dos gerentes e braço direito do patrão do Nova Brasília.  Passei a ser um homem implacável, fiz de tudo que pode se imaginar. Fiz algo que pra uns seria impensado, busquei aquela nega que um dia chamei de mãe e ali no morro tive o prazer de estrangulá-la, foi a forma que tive para revidar tudo o que ela nunca me deu.
Com a alucinação do poder que achava que tinha, drogava-me cada dia mais, e mais atrocidade eu fazia. Meu nome era conhecido em todo Rio de Janeiro, era caçado por toda polícia.
 Um dia, durante o sono na casa de uma das minhas inúmeras amantes que tinha no morro, uma operação policial tomou a casa em que estava e mesmo tendo me rendido, fui brutalmente assassinando por um policial tão rude quanto eu. Pulei sobre ele, mas não o atingi. Vi ali meu corpo caindo todo crivado de tiros e vi uma horda (bando malfazejo) de desafetos que riam de mim e furiosamente caíram sobre mim.
 Fui refém desta horda por um tempo que não sei precisar, fui seviciado de todas as formas possíveis e os dias e noites nunca tinham fim.
Hoje não sei como, num atino de lucidez, uma mão retirou-me daquela cela imunda e por uns momentos não sinto as dores das constantes surras que levo.
Sei que não posso pedir nada, mas se tivesse a chance de ter feito diferente, tenho certeza que aquele caminho de ilusões eu nunca teria seguido, preferiria a fome e os frio do humilde barraco do que a ilusão do poder do tráfico.
Sou um ser desprezível. Um assassino.

Willian.              
  
            Psicografia recebida em  2017.                                     

            Médium: Luciano C.

13 comentários:

  1. Bom dia, moro em um lugar que infelizmente está sendo tomado pelo tráfico,meninos que soltavam pipa na rua hoje ou estão vendendo drogas ou foram mortos,pura ilusão querem a qualquer custo ganhar dinheiro fácil e acabam se perdendo pelo caminho ,muita tristeza para essas famílias conhecidas que se perguntam a todo momento onde erraram.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É BEATRIZ REALMENTE É MUITA TRISTEZA O QUE ACONTECE HOJE COM O TRAFICO, MAS ENQUANTO PREDOMINAR O EGOISMO E AMBIÇÃO SEREMOS OBRIGADOS A CONVIVER COM ISSO.

      Excluir
  2. Bom dia mais uma vez fazia tempo que eu não comentava nada hoje comentei pois é a realidade que estamos vivendo aqui onde moro.Marco Antonio quero te pedir mais uma vez que coloque o nome do meu esposo em oração e se possível uma psicografia já visitei todos os links deixados e não tenho nenhuma resposta se não me engano todos são presenciais .O nome do meu esposo Roberto Otamar Couto de Oliveira me de mais uma oportunidade eu sei que o telefone toca de lá para cá ,preciso de ajuda por favor me entenda eu não quero prova de nada apenas um consolo para o meu coração despedaçado pela dor da saudade .Obrigada Beatriz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BEATRIZ NÃO SOU QUE DOU NOVA OPORTUNIDADE ESIM JESUS, MAS POR FAVOR VAMOS ENTÃO TENTAR COLOCARO NOME DO SEU ESPOSO, MAS ME PASSA O NOME, IDADE, DATA E CAUSA DO DESENCARNE. ME DSECULPE QUALQUER COISA. UMA ABRAÇO E AGUARDO.

      Excluir
    2. Bom dia Marco Antonio ,me desculpe se eu me expressei mal quando te pedi uma nova oportunidade,eu sinto muito a falta física dele conheci com 15 anos e ficamos casados por 30 anos ,seu nome Roberto Otamar Couto de Oliveira 56 anos ,desencarnou no dia 28 de agosto de 2015,a causa do desencarne para mim explicar é um pouco confuso ele sentiu um enjoo como estávamos perto de um hospital levei ele para tomar um medicamento e ele teve morte cerebral ,me culpo todos os dias ele não queria entrar no hospital,sinto um remorso tão grande ,por isso eu peço que me ajude ,e continue com esse trabalho lindo quando leio as cartas me coloco no lugar dos familiares ,fico feliz por eles .Tenha um bom dia Beatriz.

      Excluir
    3. Beatriz não se culpe porque ninguem parte antes da hora. Vamos colocar o nome dele na reunião e esperar que Jesus permita.

      Excluir
    4. Baatriz boa noite . Recebemos uma carta de seu marido. Por favor me passe seu email para qu eu mande a carta. Aguardo ou então o messenger

      Excluir
  3. Parabéns pelo trabalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADO, É MUITO BOM SABER QUE ESSE TRABALHO ESTÁ DANDO RESULTADO. UM ABRAÇO.

      Excluir
  4. Como faço pra entrar em contato com o senhor ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode escrever aqui mesmo,mas por favor poste o que vc quer sempre na ultima carta que publico.

      Excluir
    2. Oi boa tarde gostaria de te notícias do meu irmão jorge Luiz da Silva furtado dia do falecimento 09/14/2013

      Excluir
  5. Gostaria de receber uma notícia de pelo o menos um desses entes queridos meu pai joão Gonçalves de oliveira nasceu no dia. 23//04/1932. Desencarnou no dia 30/01/1998 morreu na mesa de cirurgia do coração,minha mamãe rosalina constância de Oliveira nasceu no dia 20/10/1939 desencarnou no dia 29/11/2013 de câncer generalizado,ou minha cunhada Eurides de jesus silva nasceu no dia 28/05/1975 e desencarnou no dia 20/05/2007 desencarnou pos parto de embolia pulmonar deixou o bb dela onde eu que crio ele e a minha razão de vida essa criança!sinto muita falta de todos queria nem que seja noticias como eles estão! Me ajude desde já agradeço meu nome e Sandra maria meu imai e sandramaria.gyn@hotmail.com

    ResponderExcluir